O Homem do Natal - por Gelson Magalhães
01/05/2015

O HOMEM DO NATAL Para o natal acontecer Deus usou um homem especial, que hoje é pouco lembrado e falado, mas de fato é personagem principal na história do nascimento de Cristo, ele é José o pai terreno de Jesus, que serve de inspiração para nós por ser: 1. Um homem justo e bondoso. Foi assim o nascimento de Jesus Cristo: Maria, sua mãe, estava prometida em casamento a José, mas, antes que se unissem, achou-se grávida pelo Espírito Santo. Por ser José, seu marido, um homem justo, e não querendo expô-la à desonra pública, pretendia anular o casamento secretamente.(Mt 1.18,19) Mesmo se sentindo traído, José pensou em proteger Maria à despeito da sua própria honra. Mesmo sendo justo não exigiu a justiça pela suposta traição. É a combinação humana da justiça e da bondade de Deus manifestada em Cristo por nós. 2. Um homem obediente Veja como José recebeu ordens divinas dadas pelos anjos e como foi a sua reação: 
Mas, depois de ter pensado nisso, apareceu-lhe um anjo do Senhor em sonho e disse: "José, filho de Davi, não tema receber Maria como sua esposa, pois o que nela foi gerado procede do Espírito Santo.(Mt 1.20) O que ele fez? Ao acordar, José fez o que o anjo do Senhor lhe tinha ordenado e recebeu Maria como sua esposa.(Mt 1.24) Segunda vez em que foi visitado pelo anjo e a mesma resposta um anjo do Senhor apareceu a José em sonho e disse-lhe: "Levante-se, tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito... Então ele se levantou, tomou o menino e sua mãe durante a noite, e partiu para o Egito”(Mt 2.13, 14) Terceira visita especial um anjo do Senhor apareceu em sonho a José, no Egito,(...) e disse: "Levante-se, tome o menino e sua mãe, e vá para a terra de Israel,(...) Ele se levantou, tomou o menino e sua mãe, e foi para a terra de Israel.(Mt 2.19-21) Quarta ordem direta Tendo sido avisado em sonho, retirou-se para a região da Galiléia e foi viver numa cidade chamada Nazaré.(Mt 2.22,23)
Quatro vezes Deus fala com José em sonho e em todas elas não há palavras de questionamentos ou dúvidas, mas uma obediência rápida e completa. 3. Um homem parceiro de Deus O Pr. Ariovaldo Ramos o considera como o maior ministro de Deus da História e afirma “Deus confiou à condução do seu povo a Moisés, a condução do reino de Israel a Davi, a condução da Palavra aos profetas, mas o cuidado e a condução do seu único filho à José”. Nenhum outro homem teve o privilégio de ser chamado por Jesus de Pai, somente José. Que neste natal possamos imitar este homem para uma vida de mais comunhão e intimidade com Deus. Pr. Gelson Magalhães