Se este fosse o último ano da sua vida? - por Joseni Magalhães
01/05/2015

SE ESTE FOSSE O ÚLTIMO ANO DA SUA VIDA? O amor jamais acaba; mas, havendo profecias, desaparecerão; havendo línguas, cessarão; havendo ciência, passará; 1 Coríntios 13:8 Qual seria sua reação se soubesse que viveria tão somente mais este ano? Ficaria preocupado e passaria todo o ano buscando colocar em ordem a casa, esta era a pendência do rei Ezequias exortado por Deus. Ezequias rogou a Deus e este lhe deu mais 15 anos de vida, onde o mesmo consumou as pendências necessárias (Isaias 38). Ou quem sabe, dedicaria todo o ano em evangelizar e dedicar-se as causas humanitárias; inúmeras possibilidades surgem, mais gostaria de refletir a partir da causa que deve motivar as nossas ações e mudanças, e creio que Jesus Cristo é a causa para toda reação da nossa vida. Nos lábios do maravilhosamente indomável Martin Luther King a frase: “Aquele que não está preparado para morrer, não está preparado para viver.” E esta é uma dura realidade, o homem só pode viver se ele estiver preparado para morrer, porque todo aquele que está preparado para morrer, já passou da morte para a vida. O que trava a vida é o medo da morte, a morte aprisiona o ser humano nos seus oásis infernais onde oferece um diversificado cardápio do pecado que prende a vida humana, e neste sistema a morte retro alimenta daquilo que é gerado pelo que ela oferece: o pecado. “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 6:23 O fato é que todo aquele que de alguma maneira se ver conturbado por esta pergunta, precisa encontrar a causa de viver. Aquele que se vê perturbado pelo temor da morte, certamente, a vida continua travada, sem a liberdade necessária, e esta libertação só acontece quando Cristo verdadeiramente nos libertar. “Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres.” João 8:36 A verdadeira motivação tem que ser e continuar sendo Cristo Jesus, temos que experimentar a vida de Jesus, os seus valores, a sua alegria, o seu prazer, o seu olhar sobre tudo e todos. A sua saúde emocional, psicológica, a sua pureza, a sua inquietante liberdade, o seu amor escandaloso. Sim, Jesus é o meu projeto de vida, portanto, morrer? O que tem morrer mesmo? A morte não existe mais, existe Cristo Jesus, seja neste tabernáculo temporário ou no tabernáculo eterno, ele sempre estará em mim e eu nele. Por isso, é que neste novo ano em Cristo Jesus, Eu quero desprender-me de apoiar em sabedoria ou capacidade humana, quero declarar e viver intensamente a renúncia de ter segurança em algo ou alguém. Quero ser humilde de espírito, quero chorar mais, chorar pelos meus pecados e pelas injustiças deste sistema caído, quero viver os valores do Reino de Deus e anunciar estes valores com paixão e perseverança. Sim, quero declarar minha inimizade eterna contra a minha natureza caída, quero rejeitar as suas indelicadas sugestões de vencer o mal com o mal, de ser ranzinza, amargo e indelicado. Quero declarar que viverei a alegria de Cristo, quero acolher no meu coração os meus inimigos e orar e abençoa-los. Se este for o ano da minha morte, nada mim preocupará, porque a morte foi vencida e jamais viverei os valores da morte, mais vivo e viverei a Vida Eterna que é Cristo. Nele - Em quem o amor é a marca da eternidade. Um ano onde Cristo seja tudo em todos. Pr Joseni Magalhães